Henrique Mendes

Toda empresa terá seu próprio aplicativo.  Funcionalidades como as de apoio à venda, produtividade, diversão e treinamentos criam táticas ágeis, de baixo custo e sempre disponíveis. Você já planejou seu app?

A experiência do consumidor é cada vez mais digital e móvel. Esse contexto é alimentado pela média brasileira de mais de 3h diárias de uso de smartphones e pela projeção de 236 milhões de aparelhos ativos no país em 2018 (FGV). O dinamismo do mobile cria oportunidades únicas para que empreendedores e negócios realizem ações diretas de captação e de relacionamento, usando um canal que fica conectado o tempo todo e que cabe no bolso. Segundo a Gartner, esse mercado fechará 2017 com cifras na casa dos US$ 77 bi no mundo.

Os aplicativos já lideram a corrida e foram responsáveis por 54% das transações feitas nos celulares e tablets em 2016, nos EUA, segundo pesquisa da Criteo State of Mobile Commerce. O estudo ainda aponta que apps lideram também os percentuais em taxas de conversão nos canais mobile. Discutiremos isso em um próximo post, já que o assunto merece pormenores.

Hábitos crescentes de uso fortalecem as estratégias empresariais que rumam para o modelo mobile. De um lado, os populares WhatsApp, Facebook e Instagram, os gratuitos mais acessados, que são amplamente utilizados nos smartphones. Do outro lado, o crescente mundo das aplicações que transacionam e que envolvem LBS (Location Based System, os sistemas de geolocalização) e as do segmento O2O (online to offline), como iFood, Uber, 99taxi, entre outros. Isso sem contar Netflix e Spotify, com seus serviços de streaming, capilares em quase todos os perfis de público.

Para seu negócio, os aplicativos também são o melhor custo-benefício possível, fortalecendo ainda a imagem de inovação e a possibilidade de fazer marketing direto focado. Os apps dia a dia se consolidam como “a nova newsletter”, entregando conteúdo e serviço qualificado para uma base selecionada e a fim de se relacionar. Não poderia haver decisão mais assertiva.

Henrique Mendes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *